terça-feira, 21 de agosto de 2012 às 18:08

Hatfields & McCoys: a sangrenta e histórica rixa familiar do faroeste americano

Nota 5/5
Hatfields & McCoys
Certa vez fui vaiado por uma plateia inteira quando falei da Batalha do Jenipapo. O pessoal ficou espantado porque chamei de evento mais importante na luta pró-independência do Brasil. Desconhecida de boa parte das pessoas, a data 13 de março de 1823 se transformou em um símbolo da resistência contra as tropas portuguesas lideradas pelo temível Major Fidié. Em outro cenário, a coragem daqueles heróis poderiam inspirar gerações de brasileiros. Já dizia meu professor: conhecer nossa história significa descobrir quem realmente somos.

E uma excelente fonte de informação é o canal por assinatura The History Channel. Além dos documentários que nos desafiam a entender o passado sob diversos pontos de vista, eles agora também estão produzindo séries de ficção. O exemplo mais recente do sucesso dessa empreitada é Hatfields & McCoys, minissérie de faroeste dividida em três episódios. A produção bateu o recorde de maior audiência da TV a cabo nos EUA.

Hatfields & McCoys Hatfields & McCoys


A narrativa explora a rixa entre as famílias de Anse Hatfield e Randall McCoy, dois ex-combatentes da Guerra Civil Americana (1861-1865). Acompanhamos todos os motivos que justificavam o uso da pólvora. Resultado: uma sucessão de assassinatos que quase levaram a Virgínia Ocidental e o Kentucky de volta à guerra. Na velha máxima de que sangue se paga com sangue, Hatfields & McCoys nos mostra novas abordagens para vingança, justiça e paz.

Gostei bastante da temática, assim como da qualidade da produção, do acabamento visual, fotografia, figurino e trilha sonora. Juntos esses elementos desempenham papel fundamental na imersão ao drama. Mas o melhor de Hatfields & McCoys é o elenco. Os personagens do trio formado por Kevin Costner, Bill Paxton e Tom Berenger, entram na galeria dos mais fantásticos da história televisiva.

Ficha técnica:

Título no Brasil: Hatfields & McCoys
Título Original: Hatfields & McCoys
Ano de Lançamento: 2012
País de Origem: Estados Unidos
Direção: Kevin Reynolds
Roteiro: Bill Kerby, Ted Mann e Ronald Parker
Elenco: Kevin Costner, Bill Paxton, Jena Malone, Matt Barr, Tom Berenger, Powers Boothe, Mare Winningham, Lindsay Pulsipher, Andrew Howard, Sarah Parish, Nick Dunning
Confira o trailer:

Outras resenhas sobre o assunto:

O Assassinato de Jesse James pelo Covarde Robert Ford: muito tempo até chegar ao título (02/08/08)
Os Indomáveis: um duelo de princípios em que é impossível sair moralmente vivo (05/01/08)
Sukiyaki Western Django: o velho bang-bang com nova roupa (20/11/08)
Os Invencíveis: um faroeste sul-coreano com direito a carros, motos e metralhadoras (06/02/09)
Comentários
3 Comentários

3 [+] :

Anônimo disse...

amei lindo já vi duas vezez,isso que e´mini serie.

debarros disse...

É uma boa série em cima de uma história real com bons interpretes. Na minha opinião o que realmente estragou foi, como sempre, a péssima dublagem que tirou dos personagens a dramaticidade das ações sem as sua vozes em originais que transmitem a dor e os sentimentos de suas interpretações. A dublagem é um crime contra a arte de interpretação. Você pode imaginar cenas de teatro sendo dublado? A interpretação não está limitada apenas ao corpo muito mais na voz do interprete que procura transmitir através dela todo o sentimento porque está passando no momento. A dublagem está acabando com os filmes na televisão. Já pensou Marlon Brando sendo dublado. O tom inconfundível da voz de Marlon sendo dublado pela voz de um artista cearense.? É ridículo. Pois é o que está acontecendo. Os filmes na televisão estão ficando ridículos.

Daniel Castelo Branco disse...

O tema é polêmico Debarros. Recomendo dá uma conferida nessa reportagem sobre o assunto: http://www.senhorjones.com/2011/01/dublado-ou-legendado-qual-melhor-opcao.html

Postar um comentário

Related Posts Plugin for Blogger...